Notícias

Circulares

CIRCULAR Nº: 25/2019 - Mensagem Inédita: Estes são os últimos dias de vossa era


ASSOCIAÇÃO A VERDADEIRA VIDA EM DEUS - BRASIL



CIRCULAR Nº: 25/2019

Data: 18 de dezembro de 2019





Mensagem Inédita
Estes são os últimos dias de vossa era

11 de novembro de 2019



Meu Senhor, que Vossa Casa seja como uma oliveira,
renovando-a todos os anos com frutos abundantes,
mostrai-nos Vosso favor, Senhor,
e reconstruí estas ruínas em que nos tornamos;

mantende esses transgressores longe de nós, expulsai-os de Vossa Casa, para que não atinjam os Vossos Fiéis, para que não manchem Vossa Casa,

falsos e corruptos eles são, mas Vós, Soberano desde o princípio, os humilhareis, porque eles se perderam e foram levados ao erro...

Minha Vassula, a paz esteja contigo; ouve-Me: estou ao teu lado; antes que espinhos e silvas brotem em Minha Igreja e A sufoquem, Eu intervirei; nos últimos anos, Eu vinha te avisando, Minha filha, de que Meu Corpo está cheio de espinhos; espinhos que foram plantados em Minha Casa; Eu te pedi, então, que os arrancasses! não temas porque descerei do alto sobre Minha Casa; e Eu te digo, nenhum hipócrita será permitido em Minha Casa, nenhum desses se manterá em seu posto;

os Céus estão agindo e inclinando-Se para a unidade, deixando furioso o Divisor, o inimigo que enganou muitos, porque, enquanto ele está dispersando Eu estou reunindo; prisioneiros da auto-confiança de sua "retidão", eles estão desafiando Minhas ordens e zombando dos avisos que Eu lhes vinha dando;

Senhor, Vossa Palavra nestas mensagens não chegou a seus ouvidos e, se chegou, não foi aceita; então, como eles vão saber dos Vossos avisos? como eles iriam ser alertados ou seguir Vossas ordens, já que muitos em Vossa Casa que guardam as chaves do Vosso Reino ignoram Vossas palavras…

Minha mensageira, não deves ficar frustrada, porque o Espírito Santo está em ação na Minha Casa pairando acima d’Ela e dentro d’Ela; mesmo assim, muitos membros da Minha Casa Me aborrecem porque se recusam a ouvir os gemidos do Espírito; contudo, guardei um resto para Mim, apenas um resto, escolhido pela graça, que conduzirá Minha Igreja à unidade…

em todos esses anos, não falei em segredo nem por enigmas, filha; assim como os moinhos moem o grão e o refinam, do mesmo modo Minhas Palavras foram refinadas e transmitidas a ti para que toda alma possa compreendê-Las facilmente;

ouve-Me: Eu Me dirigi a ti com gentileza, pedindo-te que fosses às nações pregar-lhes a Minha Palavra e advertir a todos, do maior ao menor, de que todos devem se arrepender, orar e jejuar, pois estes são os últimos dias de vossa era, e que todos devem renunciar aos seus maus caminhos; falei à Minha Igreja que, a menos que eles se reconciliem, cheguem a um acordo e se unam, os céus e a terra tremerão e o mar rugirá para além de seus limites; sua deslealdade reduziu Minha Casa a um deserto por causa de seus corações inflexíveis; está próximo o dia em que entrareis em pânico e vos poreis em fuga, lamentando-vos, quando virdes cair do alto fogo e enxofre para vos consumir... Eu vos mostrei Minha bondade, geração, Minha paciência, Minha ternura e Meu amor paternal, e que Eu sou vosso Redentor; Eu esperei e ainda estou esperando que a Minha Casa ouça meu grito de advertência; Meu clamor para que se estabeleça a paz entre todos vós que portais Meu Nome e para que se defina, de mútuo acordo, uma única data para a Páscoa; mas até o dia de hoje desviais o olhar e não mostrais disposição em vos reconciliardes; fostes advertidos, não uma vez, mas diversas vezes; o céu está de luto porque, do mesmo modo que a Minha Palavra foi pronunciada no começo da Minha criação, assim Minha Palavra será proferida para trazer Meu Fogo do alto para limpar a fuligem desta terra;

lembra-te, filha, inclui-Me em tudo que fizeres; nós?

sim, Senhor, nós…

bom!, com toda a tua alma guarda-Me no teu coração! confia no Meu Amor que tenho por ti e por todos aqueles a quem chamei para estarem perto de ti; Eu te apoiarei em teus esforços para unir Minha Casa! O amor te ama…ic




Que Deus nos abençoe.



Leonardo Cesar Harger
Contato Nacional

Site oficial:
www.tlig.org/pt/
Site AVVD Brasil:
www.avvdbrasil.org.br
Rádio TLIG:
www.tligradio.org/pt

CIRCULAR Nº: 24/2019 - Em defesa do Papa


ASSOCIAÇÃO A VERDADEIRA VIDA EM DEUS - BRASIL



CIRCULAR Nº: 24/2019

Data: 11 de dezembro de 2019





Em defesa do Papa



Mais duas respostas às cartas de Vassula sobre o Papa Francisco e seus críticos seguem aqui. A primeira é do Pe. Peter Yates CSWG e a segunda, do P. Vincent Cosatti, ofm conv.

Querida Vassula,

Escrevo para lhe dizer como fiquei chocado ao tomar conhecimento, em sua carta, de que há membros de A Verdadeira Vida em Deus que apoiam os ataques ao Papa Francisco. Como monge anglicano, olho para as Mensagens de A Verdadeira Vida em Deus e tudo o que elas dizem é sobre o Espírito de comunhão que une todos os cristãos em Jesus Cristo. Fomos informados pela imprensa regular sobre o quanto as reformas do Papa Francisco estão sendo contestadas por alguns cardeais. No Reino Unido, temos um famoso frade dominicano altamente respeitado, que eu conheço e que consultei há alguns anos, e fiquei profundamente chocado ao saber de sua posição, de que ele estava buscando um depoimento contra o Papa Francisco para condená-lo como herege.

Sua carta, juntamente com as Mensagens de Jesus citadas por você, diz tudo o que precisa ser dito. Aqueles que condenam o Papa criam um cisma dentro da Igreja Católica. A Verdadeira Vida em Deus nada tem a ver com cisma nem com julgamento dos outros: trata da unidade na comunhão em Um Único Espírito, e por isso é absolutamente certo dizer que não pode haver lugar entre seus leitores para aqueles que estão trabalhando contra o espírito de unidade. Isto seria tentar seguir em duas direções opostas ao mesmo tempo!

Você mencionou em sua carta algumas contradições no ministério do Senhor. Há uma outra, em São João (cap. 7, 1-10), quando seus irmãos perguntam se Ele está indo para Jerusalém e Ele diz que não está; e então, imediatamente, nos diz que vai. Isso ocorre porque Sua vontade não era a Sua própria vontade, mas a todo momento Ele se rendia à vontade do Pai: “Meu alimento não é fazer a minha vontade, [mas a] d’Aquele que me enviou.' (João 4, 34) O mesmo se aplica ao Papa Francisco, uma vez que ele é guiado pelo mesmo Espírito que guiou Jesus em Seu ministério.

“Tu és Pedro e sobre esta rocha de fé edificarei minha Igreja, e os portões do inferno nunca prevalecerão contra ela.” Em vista desses avisos, talvez tenhamos que redobrar nossas orações pelo Papa Francisco e apoiar sua coragem e transparência. Através de Cristo, ele está trazendo o poder do Espírito não apenas para toda a Igreja Católica, mas também para os corações e mentes dos cristãos em toda parte. Oramos também por você, Vassula, que, através de sua oração, apoia o Papa Francisco em seu ministério de serviço como um verdadeiro “servo dos servos de Deus”.

Com as nossas preces e o mais caloroso apoio,

Peter CSWG



Em defesa do Papa

«Não há ninguém tão surdo quanto aqueles que não querem ouvir.»

É assim que um velho provérbio expressa a absoluta futilidade de se tentar convencer alguém que, a favor de um “a priori” até mesmo inconsciente, já se decidiu contra ou a favor de uma certa ideia. Parece-me que é o que está ocorrendo com aqueles que decididamente querem ver no Papa Francisco um herege a ser derrubado ou o Anticristo que deve vir. Apesar dos esforços da mídia oficial da Igreja para afirmar o oposto do que suspeitam os opositores do Papa, tentando reformular as afirmações do Santo Padre – é verdade que às vezes são expressas com muita espontaneidade –, não há nada que se possa fazer: os opositores continuam a espalhar dúvidas e a proclamar, em todo lugar, as assim denominadas «heresia» e «apostasia» do Papa.

Tomemos apenas um exemplo concreto, como as acusações de idolatria por ter recebido no Vaticano uma estátua pagã representando uma mulher grávida, a “Pachamama”, e por ter assim introduzido a idolatria na Igreja. O Observatório Romano, o jornal oficial do Vaticano, através de um artigo escrito por Mons. Felipe Arizmendi Esquivel, bispo de San Cristóbal de las Casas (México), escreve em sua edição de 12 de novembro de 2019 que alguns «condenam esses atos como se fossem idolatria, uma adoração à "mãe terra" ou outras "divindades". Nada disso aconteceu. Elas não são deusas; não houve adoração idólatra. São símbolos de realidades e experiências típicas da Amazônia, motivadas não apenas por razões culturais, mas também religiosas, mas não, certamente, pela adoração, porque somente Deus é digno de adoração. É uma ousadia condenar o Papa como idólatra, pois ele não foi e nunca será. No final da celebração nos Jardins do Vaticano, ele foi convidado a dizer algumas palavras e ele, simplesmente, rezou o Pai Nosso. Não existe outro Deus além de nosso Pai celeste.» 1

Você foi informado desse artigo pelos jornais que lê diariamente? Alguma mídia tradicional ou moderna foi rápida em divulgar uma mensagem tão esclarecedora?

Normalmente, qualquer pessoa em sã consciência, depois de ler tal afirmação, deveria ser capaz de eliminar qualquer suspeita de sua mente e dizer para si mesma: "isso é bom, agora estou tranquilizado, com certeza eu tinha entendido mal". Mas não, muitas pessoas pensam que “o Papa está realmente errado, a prova é que até alguns padres, bispos ou cardeais se opõem a ele. Esses prelados são confiáveis e sabemos que não há fumaça sem fogo...”

E se, ao invés disso, decidirmos confiar nas Mensagens de A Verdadeira Vida em Deus pelas quais fomos tocados – uns de um modo, outros de outro - no íntimo de nossos corações e reconhecermos a voz do Bom Pastor que está lembrando a Seus amados filhos dos caminhos da Caridade e da Sabedoria?

Tudo é uma questão de interpretação, como Vassula nos lembra em sua carta de 13 de novembro de 2019: «Se quisermos, nós também podemos perseguir Jesus por algumas contradições em Suas Palavras e acusá-Lo. Aqui estão algumas: Quando Ele disse, um dia, que deveríamos fazer a paz uns com os outros e com Deus e, então, em outra passagem Ele diz que não veio à terra trazer a paz mas o fogo. Há muitas outras passagens que podemos interpretar mal, se não tivermos o Espírito Santo para compreendê-las de uma maneira correta.»

Como teríamos reagido se, como ouvintes diretos de Jesus em Seu tempo, O tivéssemos ouvido dizer: "Não julgueis, para não serdes julgados" (Lc 6, 37) e quando Ele disse em outro momento: “...julgai conforme a justiça!» (Jo 7, 24)? No evangelho de João, Jesus diz que não julga ninguém, embora tenha acabado de dizer que o Pai "lhe deu o poder de exercer o julgamento, porque Ele é o Filho do Homem" (Jo 5, 27).

Vassula também é frequentemente acusada de julgar aqueles que se opõem ao Papa. Mas como o lembrete de uma profecia pode ser equiparado a um julgamento de condenação? Não é o próprio Senhor quem pede que ela abra a boca para obedecer ao Seu mandamento? «levanta a tua voz sem medo e profetiza; […] “a rebelião já está agindo, mas em segredo, e aquele que a ela está se opondo, tem de ser primeiro afastado, antes que o Rebelde apareça abertamente; ”[...] Eu, Jesus Cristo, desejo avisar Meus padres, bispos e cardeais, desejo avisar toda Minha Casa sobre uma grande tribulação; [...] obedecei ao Meu Papa, não importa o que aconteça; permanecei fiéis a ele e Eu vos darei as graças e a força de que necessitareis;» (17 de março de 1993) Quando um pai alerta seu filho do perigo que o ameaça em algum momento de sua vida presente ou futura, isso é estar julgando seu filho? Não é, ao invés, piedade?

Por fim, eu lembraria a todos os que acusam o Papa Francisco de adoração idólatra que deveriam visitar as muitas páginas da Internet que denunciam a chamada "heresia" e "apostasia" de São João Paulo II, considerando-o também como um "antipapa". Depois disso, basta só mais um passo para eles afirmarem que a Igreja se enganou no dia em que elevou o Papa João Paulo II às honras dos altares.

Concluo citando uma breve passagem de um artigo publicado em «La Civiltà Cattolica», uma revista dirigida pelos Padres da Companhia de Jesus (os jesuítas), que afirma que «quando o Papa, sem dar muita atenção à retórica, estabelece um diálogo, as pessoas devem, no mínimo, ouvir atentamente o que ele diz e como diz. Remover seus pontos de interrogação ao citá-lo quando ele está fazendo uma pergunta, remover nuances temporais de suas declarações, convertendo falsamente suas sugestões em 'dogmas', citando suas frases fora de contexto... todos esses truques injustos – usados com ou sem malícia – são equivalentes a zombar de um peixe que foi retirado da água.» 2

________________________________________

1. http://www.osservatoreromano.va/it/news/e-una-divinita-la-pachamama

2. Diego Fares S.I., "UN EVENTO DI COMUNICAZIONE NUOVO", La Civiltà Cattolica, de 16 de novembro de 2019.

Pe. Vincent Cosatti ofm conv
22 de novembro de 2019




Que Deus nos abençoe.



Leonardo Cesar Harger
Contato Nacional

Site oficial:
www.tlig.org/pt/
Site AVVD Brasil:
www.avvdbrasil.org.br
Rádio TLIG:
www.tligradio.org/pt

­