Logo

compromisso

  • Comunicado 10/2017

    Meu compromisso com a Obra AVVD


    ASSOCIAÇÃO A VERDADEIRA VIDA EM DEUS - BRASIL



    Comunicado: 10/2017

    Data: 18 de outubro de 2017



    Meus irmãos e irmãs da AVVD,



    Meu compromisso com a Obra AVVD.


    Saudações em Cristo!

    Sabemos que o Espírito Santo nos tem guiado para edificação desta obra da AVVD, pois ela pertence inteiramente a Jesus Cristo; Ele nos tem dado esta certeza o tempo todo.

    Hoje venho lhes falar sobre a caridade que aparece em tantas citações bíblicas e pronunciadas em todas as manifestações místicas. Somos uma grande família, formamos esta família no verdadeiro e puro amor de Deus ao ponto de nos chamarmos de irmãos em Cristo Jesus, e nossa fé deve alcançar a caridade para ser verdadeira também, caso contrário, se não houver a caridade, vã será nossa fé, como nos ensina São Paulo em 1 Coríntios 13, 1–13. Particularmente no versículo 13 ele nos diz: Por ora subsistem a fé, a esperança e a caridade - as três. Porém, a maior delas é a caridade.

    Nestes tempos difíceis em que claramente se desenrola o pergaminho do Apocalipse, cada um de nós foi privilegiado com o chamado do próprio Jesus a trabalhar no plano da salvação da humanidade, assim como os apóstolos e seus discípulos tiveram um importante papel em suas épocas. Agora é a nossa vez. Temos a grande oportunidade de nos tornarmos bem-aventurados no Céu se nos despojarmos das coisas do mundo a serviço deste Deus maravilhoso e misericordioso.

    Sabemos que a AVVD está atingindo os quatro cantos da Terra, e sabemos também que sem ajuda financeira todo este alcance não seria possível, principalmente para a abertura das Casas de Maria. Meus irmãos e irmãs, infelizmente a ajuda financeira tem seu importante papel: sem esta ajuda seríamos completamente impotentes para darmos sequência aos trabalhos da AVVD.

    Quando Jesus nos escolheu, Ele contava com nosso despojamento nesta área também, ao mesmo tempo em que proveria as condições necessárias para que nada nos falte para o nosso sustento. Portanto, quando sentirmos que fomos escolhidos, antes de aceitar, precisamos estar conscientes de que temos o maior de todos os compromissos com Deus: a caridade.

    É importante sabermos que se a AVVD chegou até aqui foi porque alguns tiveram este despojamento financeiro para:

    a) Manter as despesas de custos com os encontros, retiros, peregrinações, telefones, despesas diversas administrativas, materiais de divulgação, livretos de orações e os livros com as mensagens.
    b) Abertura das cinco Casas de Maria que mantém mais de 2 mil pessoas completamente necessitadas, na maioria crianças.
    c) A Revista AVVD, que tem muitas dificuldades em suas publicações.
    d) A equipe de Testemunhas que estão à disposição de quem os chamar para fazer as palestras sobre AVVD.
    e) Site e as redes sociais através da internet que tem seus custos, apesar de disponibilizar muitos programas gratuitos.
    f) Outras despesas, como a rádio AVVD e o fornecimento gratuito de materiais de evangelização.

    Para as almas caridosas que mantém viva esta obra que Jesus chama de Hino de Amor não temos palavras que agradeçam o suficiente, mas temos a certeza de que Deus será a vossa recompensa!

    Infelizmente, precisamos compartilhar com toda a família AVVD que estas ajudas vêm caindo muito, deixando-nos muito preocupados, principalmente em relação às Casas de Maria: elas estão ficando quase sem os alimentos necessários para aqueles que têm nelas sua única refeição diária.

    Por outro lado, poderemos ter o necessário, dependendo de nossa vontade, se usarmos da caridade para darmos prosseguimento aos trabalhos.

    Seria muito simples e se resolveria da seguinte forma:

    a) Temos os associados afiliados que fazem suas colaborações mensais. Tínhamos, em média, 40 colaboradores que nos ajudavam mensalmente com R$ 70,00 por pessoa, em média. Hoje não passam de 20. Somos mais de 200 associados ativos e afiliados na AVVD! Se conseguirmos que mais de 50% colabore em média com R$ 50,00 por mês já será o suficiente para mantermos esta obra de Jesus.
    b) Temos os associados assinantes da Revista que pagam anualmente R$ 50,00. Somos 650 assinantes, porém muitos não estão pagando na renovação quando vence a assinatura. Mais de 50% dos assinantes não estão em dia com o pagamento da assinatura. Se todos renovarem a assinatura e se ainda conseguirmos aumentar para 800 assinantes, será mais um problema resolvido.
    c) Temos os associados que fazem suas colaborações espontâneas, esporadicamente. Têm diminuído muito estas colaborações – nestes últimos meses a redução foi de mais de 70%.
    d) Temos os associados afiliados que trabalham em diversas áreas na AVVD e cobrem todos os custos dos equipamentos e materiais necessários que utilizam sem repassar para AVVD. Neste caso, ainda contamos com 100% desta colaboração.

    Como Contato Nacional, me sinto à vontade para lhes fazer este apelo e os exorto a usarem da caridade para que possamos manter viva esta obra da AVVD aqui no Brasil, como sempre tem sido. Certamente irei prestar contas se eu nada fizer diante de minhas responsabilidades assumidas com Jesus quando dei meu SIM, assim como me sinto responsável para com esta família que eu tanto amo e para com aquelas almas que ainda não conheceram as mensagens de Jesus. Porém pesa em minha consciência as consequências que recairão sobre nossos pobres irmãos das Casas de Maria que lá encontram seu último refúgio de alimento material e espiritual.

    IMPORTANTE QUE SE SAIBA:
    No Estatuto da AVVD, vimos no capítulo IV - 4º. Art. § 1 - Se estabelecem as seguintes categorias de associados:

    a) ATIVOS: são leitores das Mensagens de A Verdadeira Vida em Deus que participam direta e ativamente das atividades ligadas à divulgação das Mensagens, dos encontros, retiros espirituais, bem como das diversas áreas de Evangelização e apoio da Associação AVVD-Brasil, além de contribuir com suas orações, ajuda financeira e/ou trabalho voluntário.
    b) AFILIADOS: são os leitores das Mensagens AVVD que apoiam com suas orações e/ou contribuem material e/ou financeiramente para a Associação AVVD-Brasil e/ou para as AVVD-Casas de Maria.

    Sei também que Jesus está à frente de tudo e de todos. Temos esta certeza de que Ele proverá nossas necessidades e nada vai abalar as estruturas desta obra que Ele mesmo criou para estes últimos tempos. Conto com a compreensão e o carinho de todos que têm demonstrado um verdadeiro amor pela AVVD. Vamos oferecer nossa vontade através de nossa fé verdadeira com um pouco de despojamento através da caridade.

    IMPORTANTE: Não possuímos boletos nem carnês para as colaborações mensais. As almas caridosas têm feito contribuição através de depósitos na conta da AVVD através do Banco Brasil, agência 0828-1, conta nº 314159-4 e CNPJ nº. 20.087.868/0001-88.
    Dentro da revista estamos enviando um boleto bancário para contribuição espontânea. Se desejar fazer uma contribuição, preencha o valor que deseja contribuir e o pagamento poderá ser nas casas lotéricas e ou qualquer agência bancária em qualquer data, pois o vencimento é na apresentação.
    Para renovação e nova assinatura da Revista: Estamos cobrando anualmente o valor de R$ 50,00 que podem ser feitos o depósito na conta corrente e ou pagar através do boleto bancário que está dentro da revista, basta preencher o valor. Após envia um e-mail informando a Cida: .
    Obs.: Para as novas assinaturas, precisa enviar o endereço completo para cadastramos no mesmo e-mail da Cida.



    Que Deus nos abençoe.

    Leonardo Cesar Harger
    Contato Nacional

    Site oficial:
    www.tlig.org/pg.html
    Site AVVD Brasil:
    www.avvdbrasil.org.br

  • Comunicado 13/2021

    Comunicado: 13/2021 - Devemos rever nosso compromisso com Jesus na divulgação das Mensagens de AVVD.


    ASSOCIAÇÃO A VERDADEIRA VIDA EM DEUS - BRASIL



    Comunicado: 13/2021

    Data: 15 de junho de 2021



    Devemos rever nosso compromisso com Jesus na divulgação das Mensagens de AVVD.



    "...lembra a teu conselheiro de como o sacrifício Me agrada; a generosidade também é agradável aos Meus Olhos; desejo lembrar-vos, a ambos, do quão importante é manter-se no Meu passo, a urgência de Minha Mensagem; confrontais a aurora de grandes acontecimentos por vir; ponde vosso coração para trabalhar; então sede amáveis uns com os outros; a tibieza em vosso trabalho Me desagrada;"(AVVD-18 de fevereiro de 1995).
    "...hoje Meu Coração sofre por tantos de vós que pareceis não compreender a urgência de Nossos Apelos;"(AVVD-12 de maio de 1989).

    Salve Maria.

    Meus queridos irmãos e irmãs da família AVVD.

    Creio ser de minha responsabilidade relembrar a todos que fomos “agraciados ou bem-aventurados” por Jesus, quando Ele enviou o Espírito Santo a cada um de nós, para nos tornar em “Apóstolos do fim dos tempos” (Mateus 22, 14)1 nesse grande carisma de A Verdadeira Vida em Deus (AVVD). Ao dizermos SIM e ao concordamos em doar a única coisa que possuímos aqui na terra, “NOSSA VONTADE”, neste momento Jesus nos abençoa com um SINAL DA CRUZ em nossa testa, como símbolo de aliança eterna, onde passamos a ser um instrumento valioso na evangelização, através das Mensagens de AVVD (Marcos 3: 13-14)2.

    Vassula nos disse, certa vez, que ninguém é dono da AVVD; cada um deve agir conforme seu chamado e cumprir a missão que foi inspirada pelo Espírito Santo. Assim: (a) os membros da Coordenação da AVVD têm como missão principal a de ser os guardiões da Obra, ou seja: organizando, zelando, divulgando e incentivando os trabalhos conforme orientações da mensageira escolhida (Vassula Rydén), para levar este Hino de Amor aos quatro cantos da terra; (b) os associados, aqueles que estão mais próximos ativamente desta Obra, precisam avivar seus esforços na divulgação, evangelizando ainda mais; (c) os leitores, todos os que, de alguma forma, tiveram ou tem oportunidade de ler estas Mensagens, sintam-se estimulados a se associarem a esta Obra, aproximando-se ainda mais da Verdade e, ainda, saciados de Amor da Trindade Santa, de Nossa Mãe Santíssima e de todos os Santos de Deus, possam se aplicar e se empenhar, também, na divulgação desta Obra (Mateus 16:15-20)3.

    Diante dessa grande responsabilidade, devo lembrá-los enfaticamente que, aqueles que deram seu SIM e ofereceram sua VONTADE, certamente quando forem chamados para a eternidade, poderão ser cobrados em seu juízo particular com Jesus de suas ações ou eventuais omissões. Creio ser isto muito sério para os que relaxaram em suas missões evangelizadoras, enquanto Deus permite nossa permanência neste mundo... Segundo os místicos, as almas que relaxam em suas missões, depois que a assumiram conscientemente, passarão por uma profunda dor de arrependimento e remorso por saber que algumas almas deixaram de ser salvas em virtude de ter falhado em sua missão; uma verdadeira falta de caridade com as almas que vivem na escuridão do pecado (Mateus 25: 14-28)4.

    Neste sentido - sinto-me à vontade para lhes dizer esta verdade -, encorajo a todos a rever seus atos de compromisso com Jesus na divulgação das Mensagens de AVVD. Percebo que está na hora de uma grande decisão, onde cada cristão, em espírito de obediência, deve olhar para si mesmo e se questionar quanto as suas ações, pois os acontecimentos nos sinalizam que precisamos optar por uma mudança espiritual radical em nossas pobres vidas, e, também, que usemos como instrumento de ação concreta a humildade e caridade com nossos irmãos acolhidos nas Casas de Maria da AVVD (Mateus 24: 21-25)5.

    Que Deus nos abençoe.

    ps.: Temos que nos decidir por uma mudança espiritual radical; é notório que a humanidade está vivendo a apostasia e desolação.


    1"Porque muitos são os chamados, e poucos os escolhidos”." São Mateus, 22,14;
    2"13. Depois, subiu ao monte e chamou os que ele quis. E foram a ele. 14.Designou doze dentre eles para ficar em sua companhia." São Marcos, 3: 13-14;
    3"15.Disse-lhes Jesus: “E vós quem dizeis que eu sou?” 16.Simão Pedro respondeu: “Tu és o Cristo, o Filho de Deus vivo!”. 17.Jesus, então, lhe disse: “Feliz és, Simão, filho de Jonas, porque não foi a carne nem o sangue que te revelou isto, mas meu Pai que está nos céus.* 18.E eu te declaro: tu és Pedro, e sobre esta pedra edificarei a minha Igreja; as portas do inferno não prevalecerão contra ela.* 19.Eu te darei as chaves do Reino dos Céus: tudo o que ligares na terra será ligado nos céus, e tudo o que desligares na terra será desligado nos céus”.* 20.Depois, ordenou aos seus discípulos que não dissessem a ninguém que ele era o Cristo." São Mateus, 16: 15-20;
    4"“14.Será também como um homem que, tendo de viajar, reuniu seus servos e lhes confiou seus bens. 15.A um deu cinco talentos; a outro, dois; e a outro, um, segundo a capacidade de cada um. Depois partiu. 16.Logo em seguida, o que recebeu cinco talentos negociou com eles; fê-los produzir, e ganhou outros cinco. 17.Do mesmo modo, o que recebeu dois, ganhou outros dois. 18.Mas, o que recebeu apenas um, foi cavar a terra e escondeu o dinheiro de seu senhor. 19.Muito tempo depois, o senhor daqueles servos voltou e pediu-lhes contas. 20.O que recebeu cinco talentos aproximou-se e apresentou outros cinco: ‘Senhor’ – disse-lhe –, ‘confiaste-me cinco talentos; eis aqui outros cinco que ganhei’. 21.Disse-lhe seu senhor: ‘Muito bem, servo bom e fiel; já que foste fiel no pouco, eu te confiarei muito. Vem regozijar-te com teu senhor’. 22.O que recebeu dois talentos adiantou-se também e disse: ‘Senhor, confiaste-me dois talentos; eis aqui os dois outros que lucrei’. 23.Disse-lhe seu senhor: ‘Muito bem, servo bom e fiel; já que foste fiel no pouco, eu te confiarei muito. Vem regozijar-te com teu senhor’. 24.Veio, por fim, o que recebeu só um talento: ‘Senhor, disse-lhe, sabia que és um homem duro, que colhes onde não semeaste e recolhes onde não espalhaste. 25.Por isso, tive medo e fui esconder teu talento na terra. Eis aqui, toma o que te pertence’. 26.Respondeu-lhe seu senhor: ‘Servo mau e preguiçoso! Sabias que colho onde não semeei e que recolho onde não espalhei. 27.Devias, pois, levar meu dinheiro ao banco e, à minha volta, eu receberia com os juros o que é meu. 28.Tirai-lhe este talento e dai-o ao que tem dez." São Mateus, 25:14-28;
    5"21. porque então a tribulação será tão grande como nunca foi vista, desde o começo do mundo até o presente, nem jamais será. 22.Se aqueles dias não fossem abreviados, criatura alguma escaparia; mas, por causa dos escolhidos, aqueles dias serão abreviados. 23.Então, se alguém vos disser: Eis, aqui está o Cristo! Ou: Ei-lo acolá!, não creiais.* 24.Porque se levantarão falsos cristos e falsos profetas, que farão milagres a ponto de seduzir, se isso fosse possível, até mesmo os escolhidos. 25.Eis que estais prevenidos." São Mateus, 24: 21-25;




    Leonardo Cesar Harger
    Contato Nacional

    Site oficial:
    www.tlig.org/pt/
    Site AVVD Brasil:
    www.avvdbrasil.org.br
    Site TLIG Radio:
    www.tligradio.org/pt-pt

­