Circulares



ASSOCIAÇÃO A VERDADEIRA VIDA EM DEUS - BRASIL



CIRCULAR Nº: 20/2017

Data: 18 de setembro de 2017



Relato de Vassula sobre um encontro na Rússia

[15/09/2017]



Encontro no Departamento de Relações Exteriores da Igreja da Rússia
Vassula informa sobre um encontro que aconteceu durante a peregrinação da TLIG na Rússia
Breve relato da reunião no Departamento de Relações Exteriores da Igreja da Rússia


Yolla Bechara, naturalmente, havia solicitado ao Departamento a realização de um encontro do Metropolita Hilarion com o clero da Igreja Oriental. Você notará 1Vide link ao final do texto [N.T.] que eles escrevem para ela, embora ela tivesse enviado a eles toda a lista VIP para um encontro geral. Portanto, eles sabiam quem estava conosco, e foi por isso que compareceram à reunião. A carta-convite foi originalmente escrita em russo, assinada pelo Metropolita Hilarion, que estava em Atenas enquanto estávamos na Rússia, mas traduzida por eles para o inglês. Ela veio do Departamento do Patriarcado para as Relações Exteriores da Igreja.

É uma honra para a nossa peregrinação da TLIG ter tido um contato com a Igreja russa, proveniente deste Departamento e especialmente através do Metropolita Hilarion que escreveu a carta assinando-a. Temos que entender especialmente a primeira linha que diz: "Em nome de Sua Santidade Patriarca Kirill de Moscou e toda a Rússia", etc. E no segundo parágrafo: "Sua Santidade recebe com agrado a visita", etc.

O Metropolita Hilarion é o segundo homem na Rússia depois do Patriarca. Tive um encontro particular com ele, há alguns anos, em uma audiência privada.

O Metropolita Hilarion pediu ao seu Arquimandrita Adjunto Pe. Philaret, que é vice-presidente daquele Departamento, para ter um encontro conosco lá durante sua ausência. O Pe. Philaret falou primeiro sobre o Departamento e um pouco sobre a Igreja da Rússia. Então perguntou se tínhamos alguma pergunta a fazer. O cardeal Toppo quis primeiro falar sobre o motivo da nossa visita à Rússia. Então ele me apresentou e a TLIG. Na realidade, não tinha perguntas a fazer. Então outros falaram também, mas o Pe. Eugene falou claramente sobre a importância de unificar as datas da Páscoa, o que foi muito bom. No final, falei brevemente, porque o tempo era curto, sobre o meu chamado, e sobre as Mensagens de 32 anos, e sobre o motivo da nossa peregrinação, dando ao Pe. Philaret a versão traduzida das Profecias Russas em livretos e o Livro Único em inglês, já que ele falava inglês perfeitamente. Dei as mesmas cópias para o Metropolita Hilarion, com dedicatória a ambos.

Valantis, o cinegrafista, fez um vídeo do nosso encontro.

O Pe. Philaret reconheceu Yolla e Theodora, que haviam se encontrado com ele, anteriormente, durante o período de preparação da peregrinação, e tinham feito amizade com ele algumas semanas antes. Ele parecia muito contente em reconhecê-las e abraçou as duas.

A reunião transcorreu bem, e agradecemos muito ao Metropolita Hilarion por receber o grupo da TLIG em nome do Patriarca Kirill.

Em Cristo,

Vassula

A carta do Patriarcado, referida no relato de Vassula, pode ser vista no original e traduzida em:

http://www.tlig.net/russia/PatriarchateLetter.pdf




Que Deus nos abençoe.



Leonardo Cesar Harger
Contato Nacional

Site oficial:
www.tlig.org/pg.html
Site AVVD Brasil:
www.avvdbrasil.org.br



ASSOCIAÇÃO A VERDADEIRA VIDA EM DEUS - BRASIL



CIRCULAR Nº: 19/2017

Data: 14 de setembro de 2017



PALESTRA DE ENCERRAMENTO
XI PEREGRINAÇÃO ECUMÊNICA DE
"A VERDADEIRA VIDA EM DEUS"
NA RÚSSIA, DE 02 a 10 DE SETEMBRO DE 2017

Vassula Ryden

"A questão da paz"


Se as pessoas atendessem seriamente o chamado de Deus à oração, todos os homens e mulheres já seriam santos. Se fosse aceita e colocada em prática a Unidade na diversidade entre as Igrejas, como o Senhor está pedindo, já haveria esperança de que a Oração de Jesus ao Pai se tivesse concretizado. Se cada ser humano respondesse ao Amor de Deus - que Ele transmite na mensagem de A Verdadeira Vida em Deus a cada um de nós -, nossas vidas se transformariam em um Hino de Amor. Se as pessoas levassem a sério os avisos de Cristo sobre a fúria de Satanás nesses últimos dias, este já teria sido vencido e banido do coração dos homens e do mundo. Se todas as religiões do mundo respondessem ao chamado de Deus à reconciliação, todos os homens e mulheres já teriam se reconhecido como irmãos e irmãs, descendentes da mesma Fonte.

E se todos percebessem que estamos vivendo um tempo de inefável Graça e Misericórdia e que Deus está renovando Sua Criação com toda a força, nunca cessaríamos de louvar a Deus, noite e dia, e nossos corações se transformariam numa fornalha ardente de zelo!

Aprendamos com os Profetas de antigamente como foi que, a seu modo, aprenderam a renunciar a si mesmos, a abnegar-se, colocando os Interesses de Deus e o próprio Deus em primeiro lugar em suas vidas. Eles aprenderam a despojar-se de seu ego e de sua vontade.

Que hoje nos tornemos guerreiros de retidão, pedindo a Deus uma coragem invencível, para que o zelo e o amor que temos por Deus sejam direcionados para o bem e a glória de Deus. Podemos ser fracos, mas Deus nos sustentará com Sua força. Pode não ser fácil, mas em nossa batalha podemos depositar a confiança em Deus, que nos ensinará a perseverar e cumprir nossa missão, glorificando-O.

Temos que permitir que Deus nos despoje de tudo o que é mundano, a fim de imprimir em nós Sua própria Imagem Santa. Ainda que nossos opressores possam nos atacar duramente, não seremos destruídos nem derrotados, mas, ao contrário, eles se retrairão em nossa presença. Em nossa pobreza de espírito, daremos a Deus a possibilidade de invadir-nos com Sua Luz, iluminando-nos com a Sabedoria. Em nossa miséria e incapacidade, Deus nos dará nobreza de espírito para cumprir Sua Palavra destemidamente.

Portanto, fujamos da complacência que o mundo está nos oferecendo e do conforto e vamos romper esse casulo seguro que fizemos para nós mesmos e quebrar nossas algemas e nos libertar, para obtermos o que os profetas dos tempos antigos receberam. E nossa alma se transformará numa fonte de lágrimas de arrependimento quando percebermos Quem era Aquele que estava batendo à porta do nosso coração ao longo de todos esses anos.

Jesus me disse um dia: "não deixai que nada vos desanime se a paz não vier depressa, pois já ouvistes falar de algum país que tenha nascido num só dia? Tal como a terra faz crescer coisas frescas, tal como um jardim faz as sementes brotarem, assim vosso Criador faz brotar a integridade e a paz à vista de todas as nações quando vossas orações O alcançam".

Vou encerrar dando-lhes o pequeno exemplo de uma árvore: todos os ramos da árvore são santos se a raiz for santa. Não há dúvidas de que alguns ramos foram cortados e, como brotos de oliveira selvagem, vocês foram enxertados entre os demais para partilhar com eles da rica seiva fornecida pela própria oliveira. Mas, mesmo que você se sinta superior aos outros ramos, lembre-se de que não é você que sustenta a raiz - é a raiz que sustenta você. E a raiz é Deus.

Portanto, todos nós temos não só uma importante função a cumprir na manutenção da paz e da unidade, mas uma obrigação. Eu espero sinceramente que chegue um dia em que, através de nossos esforços, alcancemos a paz que todos nós almejamos e que Deus espera de nós e que possamos nos chamar sinceramente um dia de "meu irmão, minha irmã".




Que Deus nos abençoe.



Leonardo Cesar Harger
Contato Nacional

Site oficial:
www.tlig.org/pg.html
Site AVVD Brasil:
www.avvdbrasil.org.br



ASSOCIAÇÃO A VERDADEIRA VIDA EM DEUS - BRASIL



CIRCULAR Nº: 18/2017

Data: 14 de setembro de 2017



PRIMEIRA PALESTRA DE VASSULA
XI PEREGRINAÇÃO ECUMÊNICA DE
"A VERDADEIRA VIDA EM DEUS"
de 02 a 10 de setembro de 2017, NA RÚSSIA


Estamos tentando agora encontrar o segredo para superar nossas divisões entre as diferentes crenças. Minha pergunta é: Como vamos encontrar essa Ponte que nos transformará, a ponto de podermos trazer a paz ao mundo, se em nossos próprios círculos cristãos ainda estamos debatendo, discutindo e mantendo nossas igrejas divididas?

De fato, aquilo que todos buscamos está além da nossa capacidade humana. "Como superar nossas divisões e trazer a paz ao mundo?" E o que é esse tipo de Ponte? A menos que Deus intervenha, não creio que sejamos capazes, por nós mesmos, de chegar a soluções permanentes e resolver nossas divisões e dar um fim a elas. Mas eu gosto quando Jesus diz: "Faça o melhor que puder, e Eu farei o resto". Há um tom de esperança aqui. E assim, a meu ver, será somente pela Mão Poderosa de Deus que poderemos nos unir; precisamos de um milagre! E eu acredito em milagres e que Deus é totalmente capaz de nos unir. Mas isso não significa que devemos simplesmente nos sentar, descansar, relaxar e esperar que um milagre caia do Céu. O Senhor quer que atuemos com sinceridade, sacrifício e amor. O Chamado de Deus é um chamado urgente, que chama a todos nós a redescobri-lo. Ele está nos chamando a redescobri-lo morrendo para nós mesmos e para nosso ego, e não através de reformas administrativas. Não! Temos que permitir que Deus se revele em nossos corações de um modo íntimo.

Aqui entre nós temos um grupo bem numeroso de cristãos de igrejas diferentes, e eu pertenço a uma delas. Nos últimos anos, durante nossas peregrinações, nós, que viemos de 23 denominações diferentes, realmente pusemos em prática a tão almejada unidade na diversidade, que vem sendo por muitos anos um diálogo perpétuo entre as igrejas e ainda é.

Inspirados pelo Espírito de Deus, repentinamente aconteceu algo - já não víamos mais nossas diferenças e nos tornamos um, partilhando ao redor de um mesmo altar a Sagrada Eucaristia. Esses foram momentos sublimes de amor fraterno e de partilha, glorificando a Deus. Tivemos uma antecipação de como será a unidade, e as palavras de unidade que expressávamos em nossos diálogos por tantos anos ganharam corpo e forma e se tornaram vivas, e já não eram mais apenas lidas num papel, mas se tornaram visíveis e tangíveis.

Então, tudo é possível com Deus, se obtivermos seu favor e se lhe pedirmos! A fé e a confiança em Deus são cruciais. A fé verdadeira nos faz enxergar, através da Luz de Deus, que cada um a nossa volta é de fato nosso irmão ou irmã, amado pelo Deus Onipotente. Então, que nossa fé em Deus aumente e nos torne confiantes e ousados o bastante para nos aproximarmos de Deus e pedir-Lhe, com determinação, Sua ajuda e um milagre.

Mas então Deus, como contrapartida pelo Seu favor, vai querer primeiro, de todos nós, ouvir nosso clamor de arrependimento. Reconhecer que temos sido antiéticos e sem consideração em nossa atitude para com os demais, desrespeitosos para com as crenças e as tradições dos outros, sem ser transparentes e sem admitir nossas faltas, deixando de nos manifestar sobre lideranças ditatoriais, que são causa de extrema violência e sofrimentos em nosso mundo. Ele vai demandar que morramos para nosso ego, de uma vez por todas, para nosso orgulho e preconceitos. Ele pedirá amor sacrificial e que transformemos nossa vida numa oração constante, mas, acima de tudo, Ele pedirá que vivamos os dois maiores Mandamentos da Lei, ou seja, "amar verdadeiramente o Senhor nosso Deus, de todo coração, com toda alma e todo entendimento" e "amar o próximo como a nós mesmos". Então, quando Deus vir nosso coração sincero, a Sua Majestade nos cobrirá com Suas graças e Ele vai nos ungir e nos mostrar o caminho. E Ele vai fazer o milagre.

Na Surata 22, chamada "A Peregrinação", capítulo 10, versículos 77 e 78, está escrito: "adorai vosso Senhor e praticai o bem (...). Sede testemunhas dos humanos. Observai, pois, a oração, pagai o zakat e apegai-vos a Deus".

Em resumo, o que Deus nosso Senhor quer de nós é que nos tornemos a Imagem Viva de Sua Divindade, que não tem nenhum vestígio de trevas, pois Ele é o Alfa e o Ômega, e que percebamos que sozinhos não podemos nada, mas com Deus ao nosso lado, o impossível se torna possível. E assim eu encerrarei dizendo que é Deus ou nada!

Então, que a oração seja nossa Espada contra Satanás, que se deleita com nossa divisão e nossa destruição. E Deus nos dará a Luz necessária para iluminar nossa mente e alma, para nos mostrar que a Ponte da Unidade está aí, mas em 3 nossas trevas não podemos vê-la! É uma Ponte feita de Safiras Celestes que representam todas as Virtudes.

Quando nos arrependermos realmente de nossos inumeráveis pecados, Deus vai nos perdoar e, em Seu Perdão, vai restaurar nossa vista para que sejamos dignos de ver essa Ponte que traz paz ao mundo e que conduz à realidade de Deus. Glória a Deus, cujo poder, que atua em nós, pode fazer infinitamente mais do que podemos pedir ou imaginar!




Que Deus nos abençoe.



Leonardo Cesar Harger
Contato Nacional

Site oficial:
www.tlig.org/pg.html
Site AVVD Brasil:
www.avvdbrasil.org.br



ASSOCIAÇÃO A VERDADEIRA VIDA EM DEUS - BRASIL



CIRCULAR Nº: 17/2017

Data: 14 de setembro de 2017



PALESTRA DE BOAS-VINDAS
XI PEREGRINAÇÃO ECUMÊNICA de
"A VERDADEIRA VIDA EM DEUS"
de 2 a 10 de setembro de 2017, na RÚSSIA

Vassula Ryden


Eu gostaria de dar calorosas boas-vindas a todos os presentes; temos entre nós novos convidados de destaque que estão nos acompanhando pela primeira vez e aos quais todos dizemos: Salamaleque e Shalom. Nós, pessoas de "A Verdadeira Vida em Deus", estamos em busca, tanto quanto vocês, de reconciliação, paz e unidade com sincero amor fraterno.

Estamos reunidos aqui pela primeira vez na Rússia para unir nossas orações e rezar ao Deus Onipotente a fim de que ilumine nosso caminho para oferecer nossa contribuição específica que será, de acordo com a Vontade de Deus, sobre o tema: "Como superar nossas divisões".

O diálogo inter-religioso sempre foi uma fonte valiosa em si, pois reúne pessoas de diferentes crenças, diferentes mentalidades e tradições, diferentes nacionalidades para descobrir, enquanto estão juntas, elementos que nos possam aproximar espiritualmente, sobre os quais poderíamos construir um diálogo. Os diálogos que vamos partilhar nesses dias não deveriam ficar apenas entre nós, mas deveríamos levar para casa aquilo que mais tocou nosso coração e transmiti-lo à nossa gente, ensinando e instruindo-a.

É nosso dever para com Deus recordar-lhes acima de tudo que Deus é Onipresente, até mesmo agora, que Deus é o Amante da humanidade, de Sua criação. Que Deus é todo clemente, lento para a ira e misericordioso. Devemos estar sempre recordando-lhes que nós, como filhos de Deus, devermos viver em paz, pois Deus é um Deus de Paz, não de guerra. Temos que continuar recordando-lhes também que todos nós viemos de uma só Fonte, que é Deus, que é nosso Pai.

Na terra, todos vivemos sob o mesmo sol criado por Deus; vivemos sob a Luz de Deus e, portanto, somos nada mais do que uma grande família nesse planeta lindo que Ele criou para nós e nos deu de presente. Assim, não importa de que crença ou parte do mundo venhamos. Aqueles que pertencem a religiões diferentes não são menos criaturas feitas à Imagem de Deus e destinadas, no fim das contas, a viver na Casa de Deus. E, como seres humanos, temos basicamente as mesmas necessidades; todos buscamos felicidade, todos queremos boa saúde, todos precisamos de ser amados. Quem de nós não aprecia a paz? Quem de nós não gosta de ter boa saúde? E quem de nós rejeita ser amado? Ninguém.

Apesar de sermos poucos aqui, quando regressarmos a casa deveríamos agir como o fermento para espalhar pelo mundo a paz onde há caos, amor onde há ódio, unidade onde há divisão. Assim iremos refletir a Imagem de Deus. Não devemos continuar apáticos cuidando apenas de nossos seres amados, mas devemos estender nosso amor àqueles que sequer conhecemos e rezar para que Deus dê a toda Sua criação um coração novo.

Portanto, nossa abordagem nesses encontros deve ser genuína, visando promover a compreensão e o respeito pelas tradições religiosas de cada um e evitar denegri-las. Com isso, Deus estará do nosso lado e receberemos o troféu, que é: reconciliação, paz e amor. Nas Escrituras lemos: Aquele que diz estar na luz, mas odeia o seu irmão, ainda está nas trevas. (1Jo 2,9)

Então vamos pedir a Deus que crie um coração limpo em nós, para obtermos a Sabedoria que vem dele, a fim de nos conduzir à Sua Luz e à santidade, para sermos dignos a Seus Olhos. Deus pede que cada um de nós enverede por Seu Santo Caminho de Retidão, para que nossas vidas possam ser transformadas e, através dessa transformação, possamos transformar o mundo. Deus está pedindo que nos tornemos reparadores de brechas e artífices da paz, semeando as sementes que darão fruto na santidade.

Devemos ser como uma cidade que está numa montanha, que não pode ficar escondida! Só seremos assim se nos tornarmos como um oliveira crescendo na Casa de Deus, e colocando nossa confiança no amor de Deus. Rezo para que o Deus Onipotente da paz nos disponha a fazer Sua Vontade em todo tipo de boa ação e nos transforme no que quer que seja aceitável para Ele.




Que Deus nos abençoe.



Leonardo Cesar Harger
Contato Nacional

Site oficial:
www.tlig.org/pg.html
Site AVVD Brasil:
www.avvdbrasil.org.br

­